Pesquisar blogs

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

4 em 1 na prevenção de doenças cardiovasculares.


A equipe do IEP- Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital do Coração – acaba de finalizar, juntamente com pesquisadores de outros seis países, a fase inicial de um estudo clínico que tem a missão de reunir, em uma única pílula,
quatro medicamentos para prevenir doenças cardiovasculares, a principal causa de mortes no Brasil e no exterior.

Batizada de polipílula, o principal objetivo é prevenir eventos cardiovasculares maiores por melhor adesão ao tratamento, redução da pressão arterial e controle do colesterol. Ela combina em um único comprimido os componentes da aspirina(que evita entupimento dos vasos sanguíneos do coração), em baixa dosagem, a sinvastatina (controlador de colesterol) e de dois medicamentos para controle da pressão arterial: lisinopril e hidroclorotiazida (ou betabloqueador). As vantagens da polipílula para pacientes predispostos a problemas cardiológicos são adesão ao tratamento, visto que é necessária uma única dose por dia trazendo praticidade aos pacientes, e custo inferior à soma dos quatros medicamentos.

No primeiro ensaio clínico randomizado multicêntrico, iniciado em 2006 e realizado em sete países, cerca de 400 pacientes com risco médio de infarto ou derrame tomaram um pílula por dia três meses. Em todos esses países se viu uma redução de 60% nos riscos de AVC (acidente vascular cerebral) ou infartos do miocárdio do futuro, além da redução importante em níveis de pressão arterial (10 mmHg na pressão sistólica) e de LDL-colesterol (cerca de 20 mg/dL). O passo mais importante virá agora, com um ensaio clínico randomizado de larga escala envolvendo um maior número de pacientes e vários centros.
A segunda fase da pesquisa tem início no segundo semestre com pacientes de prevenção secundária, ou seja, que já tiveram AVC ou infarto, e contemplará vários estudos com protocolos semelhantes e conduzidos simultaneamente em vários países. No Brasil, o estudo será coordenado pelo IEP HCor em parceria com o Ministério da Saúde e irá envolver pelo menos 2 mil pessoas de 22 hospitais do país para o teste da eficácia total da polipílula.

Durante um ano e meio, 8 mil pessoas em quatro estudos diferentes que já tiveram infarto ou derrame vão tomar o medicamento. Só depois dessa nova pesquisa é que será definida a eficácia da pílula em larga escala. A prioridade da OMS – Organização Mundial da Saúde – foi desenvolver um único comprimido para as doenças cardiovasculares com baixo custo e adesão pelos pacientes. Na primeira fase do estudo, os resultados significativos como a diminuição do risco de AVC nesses pacientes, que se beneficiaram da polipílula, e cerca de 90% de adesão. Agora, com a segunda fase da pesquisa, espera-se alcançar ótimos resultados com pacientes que já sofreram infarto e tiveram AVC.

Fonte de Pesquisa e imagem.

6 comentários:

Blog da pró Edenícia disse...

Muito bom. É Deus usando o homem para melhorar a condição de vida das pessoas.
Parabéns por este espaço.
Que Deus continue levantando pessoas de diversas áreas para serem usadas no seu serviço.
Abraços,
Edenícia

Leo Almeida disse...

A paz do Senhor.

Parabéns pelo blog!

Para consolidar ainda mais a nossa parceria, queria lhe convidar a

fazer parte do grupo "blogs evangélicos" no site de divulgação 2leep.
Cadastrando seu blog no grupo, seus posts serão apresentados nos

outros blogs e vice-versa.

Todos os detalhes neste link:

http://rochaferida.blogspot.com/2011/08/convite-todos-os-blogueiros-ev

angelicos.html#axzz1Up3yh48C

Léo Almeida
rochaferida.blog

Demétrius A . Silva disse...

Obrigado irmã.
Deus concedeu a inteligência ao homem, p/ desenvolver o bem a todos seres vivos.
Seu blog é bastante interessante.
Parabéns pelo trabalho desenvolvido.
Abrçs.

Demétrius A . Silva disse...

A paz do Senhor Leo.
Obrigado pelas palavras de apoio.
Realizei o cadastro como sugerido.
Parabéns pelo blog.
Abrçs

juscilandia disse...

Bençao amor essa materia...
Deus abençoe que seja comprovado mesmo a eficaz desta pilula, trazendo melhorias na qualidade de vida destes pacientes! Lembrando tambem que devemos fazer nossa parte adquirindo habitos saudaveis; mudanças na alimentaçao e deixando o sedentarismo de lado e outras agressoes que possam comprometer a nossa saude... A prevençao ainda é o melhor remedio!
bjoss

Demétrius A . Silva disse...

Concordo plenamente com suas palavras meu bem. Até porque estou falho com respeito a exercícios físicos. rsrsrs.
Bjs.