Pesquisar blogs

segunda-feira, 7 de março de 2011

A idolatria de Jezabel.


J
ezabel, filha de Etbaal, rei de Sidom, foi crida em Sidom, cidade comercial na costa do mar Mediterrâneo. Sidom era tida como centro de vícios e impiedades. Quando Jezabel se casou com Acabe, rei de Israel e mudou-se para Jezreel, cidade que servia ao Senhor.

Jezabel decidiu logo transformar Jezrrel numa cidade semelhante à sua cidade natal.
Tentando convencer o marido a servir e idolatrar ao bezerro de ouro, sob o pretexto de que tal culto realmente seria uma adoração ao Senhor. Na verdade, o bezerro era um ídolo central do culto a Baal, um deus-sol importante para os antigos fenícios. Visto como se acreditava que Baal tinha poder sobre as colheitas, sobre os rebanhos e sobre a fertilidade das famílias agrícolas, o bezerro de ouro muitas das vezes era associado com Baal. Como o culto a este deus se espalhou pelos países fronteiriços da Fenícia, outros povos também adotaram os ritos lascivos da religião, os quais incluíam sacrifícios humanos, auto-tortura e beijar a imagem. As práticas do culto de Baal escandalizavam os judeus piedosos, mas pelo fato de Acabe se facilmente manipulado por Jezabel, logo se ergueram em todo o Israel os belos templos em honra de Baal.
Os sacerdotes do senhor opunham-se a Jezabel; muitos deles foram assassinados. Mesmo o respeitado profeta Elias fugiu de sua ira (1 Rs. 18: 4-9).
Em seu esforço por apagar o nome de Deus em todo o Israel, Jezabel tornou-se a primeira perseguidora religiosa na história bíblica. Com tanta eficácia, ela injetou o veneno da idolatria nas veias de Israel, levando a nação a pagar um alto preço.
Elias disse: “Os cães comerão a Jezabel dentro dos muros de Jezreel” (1 Rs. 21:23). Esta profecia cumpriu-se; somente a caveira, os pés e as palmas das mãos de Jezabel ficaram para ser sepultados (2 Rs. 9: 35-37).
O rei Acabe cometeu grave pecado contra Deus ao casar-se com Jezabel, por ela adorar Baal (1 Rs. 21: 25-26).
Que possamos tomar cuidado em nossas escolhas, sejam elas profissionais, religiosas, sentimentais, etc.
Cuidado! O inimigo de nossas almas tem se levantado e tentado injetar em nossas vidas, famílias, igrejas, etc; o veneno que nos afasta da Graça de Cristo.

Demétrius A. Silva

4 comentários:

Anônimo disse...

Olá Demetrius a paz!

Obrigada pelas felicitações e por ter visitado meu blog. Gostei muito do seu blog e já estou te seguindo! Abraço!

RP disse...

Para completar, religiões como a crença em Astarote (ou Istarote) e Baal tem origens babilônicas. A Figura central deste paganismo era a imagem de uma mãe (Astarote) com um bebê no colo(Baal). Essa imagem foi passando de geração em geração, de religião em religião. Havia uma época que os romanos adoravam vênus com seu filho cupido no colo. Hoje ja podemos concluir q religião q adotou essa imagem pagã, né?
excelente texto! abraços!

wagner disse...

Demétrius parabéns pelas postagens, e que você possa continuar sempre motivado pelo espirito santo, e que possamos sempre trazer conhecimentos, alertas e carinho uns aos outros um grande abraço...fica meu endereço.
http://saude-e-eternidade.blogspot.com/

cabeção de ouro rachado disse...

Em tudo vemos que a forma de idolatria, só muda de roupagem mas as praticas são as mesmas, como diz algumas pessoas só muda de endereço! Gostei do seu blog e já sou um de teus seguidores um abraço! Obs visite o blog cabeção de ouro rachado vc vai gostar das postagens.