Pesquisar blogs

sábado, 9 de junho de 2012

Ásia Menor - Províncias. (Continuação)


Províncias do litoral do Mediterrâneo.
Lícia, ao S do monte Tauro e defronte à ilha de Rodes. Suas cidades Pátara e Mira foram lugares das atividades de Paulo. Mira era um importante porto de parada para nacios graneleiros que navegavam entre
Alexandria e Roma (Atos 27:5).

Panfília tinha a cilícia a E e a Lícia a O, província romana economicamente pobre na costa sul da Ásia Menor, se distinguiu por ter sido visitada duas vezes por Paulo em sua primeira viagem missionária (Atos 13: 13-15).
Cilícia, situada entre o monte Tauro e o mar. Sua capital Tarso era célebre por suas escolas de filosofia que rivalizavam com as de Atenas e Alexandria (Atos 6:9).
Províncias do litoral do Mar Egeu.
Mísia, a mais setentrional das três dessa região, separada da Europa pelo Helesponto e o Propôntide. Em Trôade, pela primeira vez, Paulo pôde avistar os montes da Europa. Trôade era um porto marítimo bem antigo; o local da antiga Tróia ficava 16 km para o interior (Atos16: 7-8).
Moeda de Lídia – Creso (561 – 546 a.C.)
Lídia, ao S de Mísia, tinha Filadélfia e Tiatira dentro de seus confins. Sua cidade principal, Éfeso, era metrópole da Ásia Menor e teatro de árduos trabalhos evangélicos de Paulo. Tiatira, a sudeste de Pérgamo cerca de 64 km era conhecida pela lã e pelo tingimento (Atos 16:14).
Cárcia, a província meridional que é mencionada na História Sagrada, fazendo-se referência às suas cidades de Mileto e Cnido (Atos 20:15 e 27:7).
Províncias do litoral do Mar Negro.
Ponto, situado no NE da península. De certas citações bíblicas se depreende que alguns judeus procedentes dessa província se encontravam em Jerusalém no dia de Pentecoste (Atos 2:9 e 1 Pedro 1:1)
Paflagônia, entre Ponto e E e Bitínia ao N. Não é mencionado na Bíblia.
Bitínia, a província a NO e Limitava pelo O com o Propôntide, o Mar de Mármara e pelo S com Mísia e Frígia. Foi um Estado independente até que Nicomedes III, o último dos seus reis, saiu dali por vontade dos romanos no ano 74 a. C. O Cristianismo tinha feito grandes progressos, e tão consideráveis, que os templos e o culto pagãos tinham sido muitíssimo desprezados. O sacerdócio e aqueles que viviam dos sacrifícios tinham sofrido com a decadência da sua religião, sendo o motivos pelo qual os cristãos eram atrozmente perseguidos. (Atos 16:7 e 1 Pedro 1:1)
Cavernas antiga Capadócia
Províncias do Interior.
Galácia, cujas fronteiras se modificavam com frequência, segundo os incidentes da guerra, achava-se encravada entre Bitínia, Capadócia, Licaônia e Frígia. Tomou-se este nome dos gauleses ou gálatas, que haviam conquistado esse território pelo ano 300 antes de Cristo (Atos 16:6).
Capadócia, a província a SE da Galácia, era a maior da Ásia Menor, famosa pelos seus pastos para criação de gado e rica em searas. A sua metrópole era Cesaréia. Construída em 332 a.C durante o império Romano, servia de abrigo para os primeiros cristãos perseguidos (Atos 2:9 e 1 Pedro 1:1).
Licaônia. Não constituía esta uma entidade política, e sim simplesmente um distrito da Galácia Meridional, encaixada entre Capadócia, Cilícai, Pisídia e Frígia. Em suas cidade de Icônio, Listra e Derbe, Paulo fundou igrejas e sofreu perseguições (Atos 14:6).
Ruínas Frígia
Pisídia, relacionada politicamente com Panfília, achava-se ao N do Tauro, entre Licaônia e Frígia. Antioquia, sua cidade principal, ficava Frígia, mas perto da Pisídia e, para distingui-la da outra Antioquia da Frígia, era populamente chamada “Antioquia da Pisídia”, ficando cerca de 160 km ao norte de Perfe e 1.100 m acima do nível do mar (Atos 13:14).
Frígia. Seus limites variam em diferentes épocas. Nos tempos apostólicos não existia como entidade independente, pois grande parte de seu território pertencia à província da “Ásia”. Laodicéia, Hierápolis e Colossos, todas cenários de atividade evangélica, encontravam-se na parte S dessa região (Atos 16:6).

Demétrius A. Silva

Fonte de pesquisa e imagem:
Bíblia de estudo de Genebra
Dicionário Bíblico
Geografia Histórica do mundo Bíblico

2 comentários:

Ezequiel Domingues dos Santos disse...

Paz do Senhor Demétrius,legal esse parâmetro da Ásia Menor.
Enquanto lia, me lembrei de um pastor falou que na região de laodiceia situa-se entre duas cidades, uma que é de clima fria e outra de clima quente, e Laodiceia situava-se no meio, o que fazia dela uma cidade morna,o que Jesus aproveitou para fazer analogia da mornidão espiritual da igreja dessa cidade. Confere isso? você já ouviu falar de algo á respeito?
Em Cristo,
Ezequiel

Demétrius A. Silva disse...

A paz do Senhor Ezequiel.
Obrigado pela participação no blog. Desconheço tais informações sobre a região de Laodiceia, mas, estarei pesquisando sobre o assunto, e posteriormente apresentarei os resultados da pesquisa na matéria de continuação.
Deus lhe abençoe abundantemente.
Abrçs.